A maçã e a escada 

 

Cenário 1

 

Um certo dia, um senhor observa, de sua varanda, a paisagem de sua chácara onde se vê uma frondosa macieira. 

 

                   Eis que, um certo momento, aparece uma garotinha que fica a olhar a maçã, vermelha, pujante, em seu galho, embora muito alto para que ela pudesse alcançar. 

 

                    No dia seguinte, a cena se repete e o homem, com pena da garotinha, pega uma das maçãs que havia colhido na véspera e a dá para que ela a coma. Ela fica mais do que satisfeita e todos os dias, à partir de então, passa a vir à chácara, esperando pela maçã. Mesmo que ele, o homem, demore a aparecer, ela não arreda o pé e aguarda ansiosa pela maçã. 

 

Cenário 2

 

Em outra chácara, um senhor observa, de sua varanda, a paisagem que inclui uma frondosa macieira. 

Um certo dia aparece uma garotinha que fica olhando desejosa pela maçã. Porém, ela está tão alta, que ela não consegue alcançar. 

 

                   A cena se repete no dia seguinte, e o homem, apenado, pega uma escada e ensina a menina a pegar a maçã. Com assistência dele. Ela fica mais do que satisfeita. 

                   No dia seguinte, a garota uma vez mais aparece e o homem entrega a escada. Ajuda-a e olha com satisfação seu rosto se iluminar. 

 

                   Mais outro dia, e desta vez, o homem fica sentado em sua varanda. A garotinha vem pedir a escada e a ajuda dele para pegar a maçã. O homem avisa que no dia seguinte ele deixará a escada, mas não estará ali para ajudar. A menina, de qualquer forma, agradece e se vai. 

 

                   No dia que se seguiu, o homem observa espreitando a cena, onde a garotinha pega a escada e pede ajuda a um amigo, que ela convidou para vir, para pegar a maçã.  

 

                   O tempo se passa e em certo dia, o homem vê, satisfeito, que a menina não mais pega a escada, mas utiliza de um “pegador mecânico” operado por três meninos e meninas para pegar maçãs.  

 

Conclusão

 

                    A melhor resposta para que o homem aprenda a utilizar a sua inteligência, para seguir forte sua caminhada na vida, é prover capacitação, ferramentas e ensinar que o convívio social e a cooperação (trabalho em grupo) são a chave para que tudo funcione e não só ele cresça, mas que se torne produtivo. 

 

                    É nisso que acredita o Projeto Cinema: “Um curso de orientação profissionalizante, utilizando como ferramenta lúdica o filmmaking (fazer cinema)”.